sexta-feira, 15 de julho de 2011

Estudo do Imazon prevê aumento do desmate na Amazônia até julho de 2012

Um estudo do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) mostra que o desmatamento do bioma deve subir no período de agosto deste ano a julho de 2012. A maior parte das florestas sob risco está no Pará.
O boletim, obtido com exclusividade pelo Estado, estima para o período analisado uma taxa de desmatamento anual de 7.134 km² - um aumento de 10,5% em relação ao observado em 2009/2010, quando foram destruídos 6.451 km² de floresta.
A previsão reflete as últimas informações sobre desmatamento, que apontam alta no corte de árvores da Amazônia (mais informações nesta página).
De acordo com o estudo, as áreas com maior probabilidade de desmatamento se concentram ao longo das Rodovias Transamazônica (BR-230) e Cuiabá- Santarém (BR-163), além da região da Terra do Meio, no Pará.
O mapeamento foi feito por meio de um modelo computacional que levou em conta o padrão do desmatamento ocorrido no passado na Amazônia e as condições de acesso às áreas.
O pesquisador do Imazon Márcio Sales, estatístico e mestre em geografia pela Universidade da Califórnia em Santa Barbara (EUA), explica alguns fatores incluídos nesse modelo. A distância para estradas e rios navegáveis é importante, pois, quanto mais perto deles, mais fácil é para chegar ao local e escoar a madeira explorada.
A topografia das áreas também foi observada - áreas com muita declividade são mais difíceis de aproveitar para outras atividades, como agricultura.
O Amazonas, por exemplo, aparece no levantamento com risco baixo de desmate. 'O Estado não tem histórico forte de desmatamento e grande parte das florestas ainda está em regiões de difícil acesso', conta Sales.
As áreas mais problemáticas são as privadas - correspondem a 65% das que estão sob risco. Os assentamentos aparecem em segundo lugar (24%).
Os três municípios que mais preocupam estão no Pará. No primeiro, Pacajá, podem ser desmatados 250 km² - o equivalente a metade do município de Bertioga (SP). Altamira pode perder 170 km² de floresta (área maior que o município de Guarujá) e São Félix do Xingu, 140 km² (área semelhante à de Cubatão).
Importância. Para o consultor Tasso Azevedo, ex-diretor do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), o estudo segue uma linha muito importante: a de 'antecipar o desmatamento'.
Ele lembra que já temos o Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (Prodes), que dá a informação do passado. Ele mede, desde 1998, as taxas anuais de desmatamento da floresta. E há outros dois programas que ajudam a ver, com satélites, o desmatamento no presente - o Sistema de Detecção de Desmatamentos em Tempo Real (Deter), do governo federal, e o Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), do Imazon.
'Este estudo dá a informação do futuro. Com isso, temos um sistema muito robusto como ferramenta para intensificar o combate ao desmatamento', afirma.
O pesquisador do Imazon concorda. 'A ideia é que esses dados façam parte da caixa de ferramentas do controle do desmatamento', diz Sales, ressaltando que as áreas com maior risco devem ser priorizadas pelo governo.
O Ministério do Meio Ambiente preferiu não comentar o estudo, 'por considerar que ainda não foi divulgado oficialmente'. O Estado do Pará não respondeu até o fechamento desta edição.
PARA LEMBRAR
Em maio houve o desmate de 267,9 km² na Amazônia, segundo o sistema Deter, do Inpe. O aumento foi de 144,4%, comparado ao mesmo mês de 2010. Mas a situação foi ainda pior em março e abril - o desmate chegou a 480,3 km² só em Mato Grosso. Com a explosão, o governo criou um gabinete de crise e intensificou a fiscalização.
fonte: estadao.com.br

TPM provoca até 150 sintomas de mal-estar

Doença, distúrbio, frescura de mulher. A verdade é que ninguém ainda conseguiu entender definitivamente o que é a TPM. Por isso hoje a definição mais aceita é que se trata de um conjunto de sintomas que surgem uns dez dias antes da menstruação. E ponto. Por isso foi batizada como síndrome. A Medicina já catalogou mais de -- pasme! -- 150 sintomas que costumam dar as caras nesse período e que fisgam até metade das mulheres em idade fértil. Quem está por trás desses males são as oscilações normais dos hormônios nesse período. Isso mesmo: vale frisar que esse sobe-desce é absolutamente normal. Afinal, todas as mulheres, com e sem a síndrome, têm os mesmíssimos altos e baixos hormonais. O que deflagra os sintomas é a sensibilidade de cada mulher a essa gangorra.

O cenário do drama está na segunda metade do ciclo feminino. É quando entra em cena a progesterona, o hormônio que prepara o corpo para a fecundação e para a gravidez, que os problemas começam. Isso porque ela também diminui os níveis de serotonina no cérebro, um neurotransmissor que dá a sensação de bem-estar. Daí os sintomas como irritabilidade, ansiedade, depressão. Mas seus efeitos não param por aí: ela também interfere na produção de aldosterona, o hormônio envolvido na retenção líquida o que causa os desagradáveis inchaços e a dor de cabeça. Como se fosse pouco, a progesterona ainda dispara a produção de prostaglandinas, substâncias que, em excesso, se tornam inflamatórias. O resultado? Dores, dores e mais dores, no corpo todo mamas, costas, músculos, etc. 


Com sinais tão diversos, o tratamento varia de mulher para mulher. Assim, dependendo da intensidade do sintoma, o médico pode receitar antidepressivos, antiinflamatórios, analgésicos ou diuréticos. A novidade é um novo contraceptivo oral que acaba de receber o aval contra a TPM. Por ter efeito diurético, além de prevenir a gravidez, ele ameniza os sintomas relacionados à retenção hídrica. Por isso, não deixe de procurar ajuda se o incômodo naqueles dias for realmente grande. Apesar de não ter uma cura definitiva, é perfeitamente possível manter tantos males sob controle.
Fonte: msn.com.br

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Câmara derruba veto do prefeito Angelim

Parabéns aos Vereadores que derrubaram por unanimidade o veto do Prefeito Angelim e asseguraram a gratuidade aos portadores de hepatites.


Após promulgada, a Lei 13/2011 permitirá o acesso gratuito ao transporte público a 311 pacientes cadastrados no sistema Único de Saúde.


Leia matéria completa aqui.







Prefeito veta projeto de largo alcance social.

O prefeito Raimundo Angelim não tá nem aí pra população, primeiro foi contra a redução da passagem de ônibus para R$ = 1.00, agora veta mais esse projeto contra os portadores de hepatite do Acre e o pior  aprovado por grande parte dos vereadores da situação.

O que mais se vê na cidade é a população esperando ônibus debaixo de Sol forte ou de chuva, raras são os pontos de ônibus que ainda têm um abrigo, mato tomando conta das calçadas, ruas mal iluminadas, etc.

Primeiro é aquela choradeira de que a prefeitura de Rio Branco não têm verba, está sem dinheiro. Mas até agora não vi e nem ouvi falar de um secretário municipal reclamando que está com o salário atrasado ou coisa parecida, tá tudo uma maravilha.

No ac24horas você lê uma matéria sobre o assunto mais detalhada.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Balneários do Quinuá e Igarapé Preto serão revitalizados

Dois balneários famosos - um em Rio Branco e outro em Cruzeiro do Sul - devem ser revitalizados pelo governo do Estado. O primeiro é o Banho do Quinuá, localizado a cerca de 20 quilômetros de Rio Branco, na rodovia BR-364, e o segundo é o Igarapé Preto, um dos principais pontos turísticos da cidade de Cruzeiro do Sul.
Leia matéria completa aqui

Justiça manda prender dois por envolvimento em morte de universitária durante aborto

Por solicitação da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, a juíza Silvia Eliane Tedardi da Silva mandou prender no início da noite desta terça-feira (12) um técnico de enfermagem e o cunhado da estudante de direito Marielly Barbosa Rodrigues, 19, morta após ter se submetido a um aborto, segundo atestado em exames periciais.
A garota, que morava em Campo Grande (MS), ficou desaparecida por 21 dias e seu corpo foi achado em uma plantação de cana-de-açúcar, nos arredores da cidade de Sidrolândia (70 km de Campo Grande). A mãe, com quem a universitária vivia, soube da gestação somente depois da morte da filha.
Não havia sinais de violência no corpo e a vítima vestia roupas que lembravam as usadas por pacientes em hospitais. A polícia suspeita que Marielly tenha feito o aborto em alguma clínica clandestina –ela estava grávida desde fevereiro e ia para o quarto mês de gestação quando morreu.
O delegado que cuida do caso, Fabiano Nagata, acredita que algo deu errado no procedimento e a universitária morreu. Até agora, a polícia não sabe quem engravidou a jovem.
A magistrada mandou prender o técnico de enfermagem Jodimar Ximenes Gomes e Hugleice da Silva, casado com a irmã de Marielly. Os dois, em depoimentos já prestados à polícia, disseram que não se conhecem e negaram participação no caso.
A suspeitas contra Gomes surgiram após a polícia apreender em seu salão de beleza equipamentos como seringas, medicamentos e materiais hospitalares. Já Hugleice Silva aparece como suspeito por ter sido visto em Sidrolândia no dia do sumiço da cunhada --segundo a investigação, a jovem não tinha nenhum conhecido na cidade. A Justiça determinou a quebra do sigilo telefônico de ambos.
O advogado de Gomes, Davi Moura de Olindo, disse que já prepara recurso para tentar liberar o técnico de enfermagem da prisão. O defensor de Silva não foi localizado.
Fonte: uol.com.br

terça-feira, 12 de julho de 2011

Justiça institui normas para a participação de menores na Expoacre 2011

Para orientar pais e responsáveis sobre a participação de menores nos eventos da Expoacre 2011, feira agropecuária que acontece entre os dias 23 e 31 deste mês, a 2ª Vara da Infância e da Juventude de Rio Branco editou a Portaria nº 14/2011 (Diário da Justiça Eletrônico nº 4.466, de 01.07.2001, fl. 67), que reúne um conjunto de regras a serem cumpridas.
O objetivo é disciplinar o acesso e a permanência de menores nos locais do evento, bem como a fiscalizar a proibição legal para venda e consumo de bebidas alcoólicas e cigarros a menores, e a execução de qualquer atividade remunerada por eles.
De acordo com a portaria, fica permitida, em caráter especial, que crianças com doze anos incompletos permaneçam nas dependências do Parque de Exposição, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, até zero hora, e adolescentes com dezoito anos incompletos até o término do evento.
Os adolescentes com idade igual ou superior a dezesseis anos não poderão entrar ou permanecer nos locais que porventura ocorram bailes ou promoções dançantes, exceto nos shows, cuja idade para acesso será de 12 anos, se estiverem devidamente acompanhados de quaisquer dos pais ou de pessoa que assuma formalmente a responsabilidade sobre eles.
Na entrada dos estabelecimentos os menores deverão apresentar um documento oficial com fotografia e no qual conste a informação de idade. Também será necessário o preenchimento do Termo de Responsabilidade, a ser disponibilizado pelo estabelecimento, assinado pelo menor e seu responsável, ficando em sua posse para eventual apresentação à equipe de fiscalização. Os responsáveis devem permanecer no recinto durante todo o transcurso do evento.
As crianças e adolescentes desacompanhados dos pais ou de adulto responsável que forem encontrados em situações de risco - como contato com bebidas alcoólicas, drogas ou prostituição - serão encaminhados imediatamente aos pais, mediante advertência, pelos Agentes Voluntários de Proteção da Justiça da Infância e da Juventude, Conselheiros Tutelares e Agentes Sociais Colaboradores, como medida de proteção prevista no art. 101 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
Na impossibilidade de os menores serem encaminhados aos pais, em tom excepcional e breve, também poderão ser conduzidos a uma instituição de acolhimento. No que diz respeito à venda e consumo de bebida alcoólica por menores, a portaria determina a observância das normas estabelecidas no ECA e na Portaria nº 005/2006, da Vara da Infância e da Juventude.
Os pais ou responsáveis serão responsabilizados administrativa e criminalmente pelos excessos, transgressões, eventual embriaguez, falta de decoro ou de pudor praticados pelo menor sob sua guarda ou responsabilidade.
Os proprietários ou responsáveis por bares, local de dança, clube ou vendedores ambulantes que deixarem de observar o disposto na portaria ficarão sujeitos à multa de três a vinte salários mínimos, sem prejuízo de eventual fechamento do estabelecimento por até quinze dias.
Cavalgada
Na cavalgada que marca a abertura da Expoacre 2011, a ser realizada no próximo dia 23, os Agentes de Proteção da Infância e da Juventude estarão em atividade de vigilância. Eles irão fiscalizar o transcurso da atividade e o acompanhamento dos menores por seus pais ou responsáveis, a fim de prevenir que crianças e adolescentes não sejam submetidas a situações de risco.
Quem é responsável
São considerados responsáveis pela criança ou pelo adolescente o pai, mãe, tutor ou guardião, ou pessoa autorizada por um destes, por escrito, com firma reconhecida em cartório ou cópia do documento de identidade com assinatura similar. Também poderão ser acompanhantes outros ascendentes ou parentes até 3º grau, desde que maiores de 18 anos.
Documentos a serem apresentados pelos menores e seus acompanhantes
  • Crianças e adolescentes
Certidão de nascimento ou documento de identidade idôneo e com foto.
  • Responsáveis
Termo de guarda ou tutela e; Certidão de nascimento ou de casamento ou; Documento de identidade com foto ou; Carteira de Trabalho e Previdência Social ou; Carteira Nacional de Habilitação ou; Cédula Oficial de Identidade Funcional.  
 
AGÊNCIA TJAC
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - ASCOM

Repórter foi alvo de armação policial

A Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo concluiu que o repórter Roberto Cabrini, hoje à frente do "Conexão Repórter", do SBT, foi alvo de uma armação de policiais civis há três anos. A informação é da reportagem de André Caramante publicada na edição desta terça-feira da Folha.
reportagem completa está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.
De acordo com o texto, o relatório final da Corregedoria não aponta explicação sobre o motivo de os seis policiais envolvidos, entre eles um delegado, terem armado a prisão de Cabrini em abril de 2008. Na ocasião, ele foi acusado de levar papelotes de cocaína em seu carro.
Porém, uma hipótese levantada pela Corregedoria envolve Oscar Maroni Filho, dono da boate Bahamas. A prisão teria sido forjada para se vingar de uma reportagem na qual o Bahamas apareceu como "prostíbulo de luxo". Ouvido pela Corregedoria, Maroni negou.


Sérgio Alberti-17.abr.2008/Folhapress


Imagem mostra o jornalista Roberto Cabrini sendo libertado após prisão; Corregedoria aponta armação policial
Imagem mostra o jornalista Roberto Cabrini sendo libertado após prisão; Corregedoria aponta armação policial
OUTRO LADO
Os policiais civis Edmundo Barbosa, João Roberto de Moraes e Alexsandro Martins Luz, o carcereiro Igor André Santos Machado e o delegado Ulisses Augusto Pascolati não foram localizados ontem para falar sobre a conclusão da Corregedoria.
O delegado Pascolati é o atual chefe do 101º DP (Jardim Embuias) e está em férias, fora do país.
O investigador Sérgio Jacob da Costa, segundo a Corregedoria, está preso, mas por outro caso. José Solon de Melo, advogado de Oscar Maroni Filho, também não foi encontrado. O mesmo ocorreu com a comerciante Nadir Dias da Silva.
fonte: folha.com.br

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Senador voto zero

O número de Senadores que atuam no senado sem terem um voto nas eleições é muito grande.

Veja o diz o Senador Aníbal Diniz  PT-/AC:

video



Matéria do Jornal Bom dia Amazônia

domingo, 10 de julho de 2011

Sentir frio demais foge da normalidade

É só baixar a temperatura dos termômetros para tirar casacos e cobertores do fundo do armário Afê, que frio! - com o objetivo de aquecer o corpo e esquentar os pés e mãos gelados. Na maioria das vezes, o casulo de roupas quentinhas dá mais do que conta do recado, mas, mesmo assim, tem gente que pena com a tremedeira, boca roxa e bateção dos dentes. E, de fato, para determinadas pessoas, a sensação de frio é bem mais intensa. Porém, na maioria das vezes, esta hipersensibilidade pode esconder algum problema de saúde. 

Hipotiroidismo e Síndrome de Raynaud são exemplos de doenças que provocam constrangimento nos pacientes. O MinhaVida conversou com especialistas para tirar as dúvidas sobre o assunto.

Tireóide em pane 
A tireóide é responsável pela produção de uma série de hormônios que regulam todas as funções do nosso organismo, inclusive as responsáveis pelo controle térmico. Mas, quando essas susbstâncias estão com níveis abaixo do normal, caracteriza-se ohipotiroidismo.

"Com esses hormônios desregulados, o corpo perde um pouco da sua capacidade de se aquecer com o próprio metabolismo e a pessoa sente mais frio", explica o endocrinologista Frederico Marchisotti, do laboratório Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica, de São Paulo. 

Outro sintoma da baixa hormonal da tireóide é que o coração também bate em uma frequência menor do que o normal. Essa situação desacelerada é caracterizada como bradicardia o contrário de taquicardia, quando os batimentos são acelerados.

"Com o tratamento hormonal e o uso de medicamentos, este sintoma desaparece e as funções cardíacas voltam ao normal", explica a especialista em cirurgia vascular Aline Lamaita, de São Paulo. 

Síndrome de RaynaudNos dias frios, o corpo humano reage naturalmente à mudança de temperatura gerando uma vasoconstrição das artérias.Quando há um desequilíbrio deste mecanismo natural, acontece a falta de irrigação do sangue nas extremidades do corpo. É quando mãos, pés, pontos de dedos e até o nariz chegam a ficar roxos. Com o comprometimento da irrigação, o sangue deixa de aquecer o corpo e a pessoa sente mais frio. 

Nos casos mais simples, basta agasalhar os membros mais afetados para aquecer. Já nos casos mais delicados, que têm origem cardiovascular, o aparecimento de Raynaud se dá em razão de alguma doença reumática e o paciente pode sentir pontadas fortes nas extremidades e ficar com as mãos e pés ainda mais escurecidos. 

Baixa ingestão de calorias 
Pessoas mais magras são mais friorentas? O assunto gera controvérsias. Para Ellen Simone Paiva, diretora clínica do Centro Integrado de Terapia Nutricional, de São Paulo, a hipersensibilidade ao frio não está relacionada à ingestão calórica em si, mas a sua consequência, que é o peso do indivíduo. "Assim, pessoas mais gordinhas sentem menos frio, já que a gordura é um isolante térmico, e pessoas magras sentem mais frio por lhes faltarem maior quantidade deste isolante", explica 

Por outro lado, o endocrionologista Frederico Marchisotti acredita que frio e calorias podem estar relacionados se levarmos em conta o fato de que o organismo precisa de energia para produzir calor e que só a obtemos através da ingestão de alimentos, embora não haja nenhuma teoria cientificamente comprovada sobre o assunto.
Fonte: http://msn.minhavida.com.br