quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Estaremos fora da net

Quero em primeiro lugar agradecer aos amigos leitores deste, segundo quero lhes informar que por motivos particulares estaremos fora durante os meses de fevereiro e março, obrigado a todos pela atenção e pelo respeito que tiveram para com este blog. abraços.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Bairro Quinze recebe serviços de limpeza, recolhimento de entulhos e drenagem da Ação de Inverno

A Ação de Inverno 2015, desencadeada pela Prefeitura de Rio Branco em parceria com o governo do Estado no último dia 2 de janeiro chegou à Rua Boulevard Augusto Monteiro, uma das principais vias estruturantes do bairro Quinze e também de todo o Segundo Distrito da nossa cidade.
 
O prefeito Marcus Alexandre, acompanhado do secretário Municipal de Serviços Urbanos, Kellyton Carvalho, realizou uma vistoria aos trabalhos de roço, capina, desobstrução, drenagem, catação e também retirada manual e mecanizada de entulhos.
 
Além da Boulevard Augusto Monteiro, as equipes da SEMSUR avançam com limpeza dentro da Ação de Inverno também nos bairros Triângulo Velho, Plácido de Castro, João Paulo, Distrito Industrial, Mocinha Magalhães, Vitória, avenida Antônio da Rocha Viana e no Centro.
 
A secretaria Municipal de Serviços Urbanos também trabalha na limpeza de córregos e de redes de esgoto e drenagem. Os córregos do Beco da Cigana e do Habitar Brasil já receberam intervenção da Prefeitura. Outro trabalho importante realizado pela SEMSUR é a limpeza de praças e quadras, melhorando a qualidade de vida dos moradores e possibilitando espaços de lazer para os moradores. As praças do Juventus e do Loteamento Santa Mônica, além do Parque Vale do Açaí já foram revitalizadas pela Ação de Inverno.
 
Desde 2 de janeiro, a SEMSUR já recolheu mais de 5,5 mil toneladas de entulhos em diversos bairros da cidade. A Ação de Inverno 2015 ajuda a reduzir sistematicamente a incidência de casos de dengue. Somente no ano passado, os números de casos registrados caíram em 30%. “Viemos aqui na rua Boulevard Augusto Monteiro acompanhar os trabalhos de limpeza dentro da Ação de Inverno, que vai chegar em todos os bairros da nossa cidade, ajudando a reduzir a incidência dos casos de dengue e também de chikungunya”, afirmou o prefeito Marcus Alexandre.
 
 
 
Da Assessoria
Fotos: Assis Lima/Asscom

Prefeito Marcus Alexandre acompanha obras de reconstrução do Mercado do Quinze

O prefeito Marcus Alexandre realizou vistoria às obras de reconstrução do Mercado José Júlio Saldanha Braga, o Mercado do Quinze, cujas obras deverão ser concluídas no final do mês de março.
O prefeito estava acompanhado da secretária Municipal de Obras, Ana Cláudia Ramos, do diretor-técnico da Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco, José Carlos Fernandes, do secretário de Serviços Urbanos, Kellyton Carvalho e do secretário de Agricultura e Floresta, Mário Jorge Fadell.
Os comerciantes do Mercado do Quinze estão trabalhando provisoriamente em espaço montado pela prefeitura onde funcionava uma antiga fábrica de castanha, nas proximidades do mercado que está em obras. Quando a obra estiver concluída, o mercado José Júlio contará com 32boxes, garantindo melhores condições de trabalho para os permissionários e também para os clientes desse importante espaço comercial.
thumb mercado 15 imagem 6
A reforma e revitalização do mercado é parte da política da Prefeitura de Rio Branco em recuperar os espaços públicos, principalmente os mercados dos bairros, onde a população se encontra para comprar e trocar experiências.
Além do mercado do Quinze, a Prefeitura de Rio Branco já entregou, no ano passado, a recuperação e revitalização das pensões localizadas próximas ao mercado Aziz Abucater e Elias Mansour, no centro da cidade e também a reforma completa do Mercado do Conjunto Rui Lino.
Quem agradeceu o prefeito Marcus Alexandre pelo trabalho de revitalização do Mercado do Quinze foi a dona Letícia Figueiredo, de 76 e que há mais de quarenta anos trabalha no local. “Depois de muitos anos estamos recebendo essas melhorias e isso graças ao prefeito Marcus Alexandre”, disse ela.
Outra comerciante que comemora a fase final das obras do Mercado Quinze é a dona Zuleide Bento Rodrigues, que há quatro anos possui um boxe, onde trabalha no ramo de alimentação. “Esse espaço agora está ficando ótimo”, fez questão de dizer.
O comerciante Carlos Lacerda, que também tem um box no Mercado do Quinze lembra muito bem de como era o local antigamente e faz questão de destacar a política da prefeitura de Rio Branco em valorizar os mercados municipais. “Temos visto reformas em diversos outros mercados e isso é muito bom para a comunidade”, destacou.
“Estamos acompanhando de perto as obras de reconstrução do Mercado do Quinze, ouvindo os comerciantes para que tudo possa sair de acordo com as necessidades de cada um, para que o local possa ser o melhor possível quem trabalha e também para quem vem fazer suas compras”, afirmou o prefeito Marcus Alexandre.
Da Assessoria
Fotos: Assis Lima/Asscom

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Visita do Ministro da Pesca Helder Barbalho ao Complexo de Piscicultura

Em visita ao Acre nesta quinta-feira, 29, o ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, anunciou junto ao governador Tião Viana o investimento de R$ 20 milhões na piscicultura acreana. O primeiro convênio é de R$ 5,8 milhões e foi garantido pelo ministro ao conhecer o Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia S/A, o mais moderno do Brasil, dotado de laboratório de alevinos, fábrica de ração e frigorífico.



Imagens e edição de Pedro Devani

Ministério da Pesca garante investimento de R$ 20 milhões no Acre

Fonte: agencia.ac.gov.br - por Samuel Bryan 


complexo_de_piscicultura_SV29012015 (43)
Em visita para conhecer o Complexo de Piscicultura o ministro Helder Barbalho diz que “todo o Brasil tem a aprender com o Acre” (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Em visita ao Acre nesta quinta-feira, 29, o ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, anunciou junto ao governador Tião Viana o investimento de R$ 20 milhões na piscicultura acreana. O primeiro convênio é de R$ 5,8 milhões e foi garantido pelo ministro ao conhecer o Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia S/A, o mais moderno do Brasil, dotado de laboratório de alevinos, fábrica de ração e frigorífico.
O primeiro montante de investimentos será destinado ao benefício de mais de 2.400 pequenos produtores do Acre na construção de mais de dois mil tanques de piscicultura. O restante do recurso será investido na cadeia produtiva do peixe em etapas distintas.
O ministro ficou impressionado com o que viu no complexo, previsto para entrar em funcionamento pleno em fevereiro deste ano. “O Acre se consolida como uma referência de experiência em piscicultura. Este é um projeto que deve ser fortalecido e preservado, é um projeto que deve ser enxergado por todo o setor em nosso país”, disse Barbalho.
Instalada em uma área de 63 hectares, a Peixes da Amazônia S.A. começou a ser construída em 2011. O laboratório de alevinos tem capacidade para produzir por ano dez milhões de surubins, dez milhões de tambaquis e piaus, além de 350 mil pirarucus. Já a fábrica de ração é a primeira no Brasil especializada em rações para peixes carnívoros. Ela tem uma capacidade de produzir de 5 a 10 toneladas/hora, dependendo do tipo de ração. Em um ano, este número pode passar de 40 mil toneladas. E o frigorífico – última etapa do complexo – terá capacidade para processar 70 toneladas de peixe por dia, 20 mil toneladas por ano.
O complexo possui investimentos de mais de R$ 100 milhões em uma parceria público/privada. A estrutura societária da Peixes da Amazônia S.A. foi feita de forma que contemplasse pequenos e grandes produtores. A Central das Cooperativas, que conta com 3.500 produtores associados, é uma das acionistas ao lado de outros 15 grandes empresários e o governo estadual.
Para o governador Tião Viana, o projeto de piscicultura para o Acre é acima de tudo uma grande oportunidade de desenvolvimento econômico, valorizando os pequenos produtores ao gerar uma nova fonte de renda e alimentação.
“A fábrica de alevinos funciona a todo vapor e já é autossuficiente. A fábrica de ração também já está funcionando e o frigorífico começa em fevereiro. Estamos criando uma cadeia produtiva do peixe dos pequenos produtores do Juruá até os companheiros da Transacreana. Estamos trabalhando, produzindo e investindo nessa atividade”, ressalta Tião.

Mercado do Peixe

Governador Tião Viana anuncia funcionamento total do Complexo de Piscicultura para fevereiro (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Governador Tião Viana anuncia funcionamento total do Complexo de Piscicultura para fevereiro (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Além de conhecer o Complexo de Piscicultura e destinar R$ 20 milhões em investimentos para o governo do Estado, o ministro Helder Barbalho também assinou um convênio de R$ 1,4 milhão com a prefeitura de Rio Branco para a construção do Mercado do Peixe. O espaço ficará junto da Central de Abastecimento de Rio Branco (Ceasa) e tem previsão de início das obras para o fim de janeiro e entrega em outubro.
Segundo o prefeito Marcus Alexandre, “já temos um sucesso muito grande com as feiras do peixe, mas faltava ainda um espaço permanente para o comércio de pescado o ano inteiro. Esse espaço vai ficar lá na Ceasa e vai receber peixe não só dos produtores de Rio Branco, mas dos municípios ao redor”.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Vida nova para os receptores dos primeiros transplantes de 2015 no Acre

Fonte: agencia.ac.gov.br


Em 24 horas, seis transplantes foram realizados no Acre (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Em 24 horas, seis transplantes foram realizados no Acre (Foto: Luciano Pontes/Secom)
“Recomeço”. Esta é, provavelmente, a palavra mais pronunciada pelos pacientes que receberam transplante de órgãos, na última sexta-feira, 23, e no sábado, 24. Os transplantes, quatro de rins e dois de fígados, foram realizados no Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco, por meio da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO/Acre).
A doação de duas famílias acreanas tirou seis pessoas da fila de espera. Um dele é Mailson Silva, 26 anos, que há três anos e sete meses fazia hemodiálise quatro horas por dia, três vezes por semana.
Na última quinta-feira, 22, Mailson recebeu a tão esperada notícia. “Na hora que recebi a ligação, eu mal pude acreditar. Mas era verdade, minha espera tinha chegando ao fim. Graças a Deus e a família que fez a doação, vou ter a oportunidade de recomeçar minha vida”, conta.
Francisco fala da vontade de voltar para casa (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Francisco fala da vontade de voltar para casa (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Emocionado, Francisco Moraes, 36 anos, que recebeu um rim, falou da vontade de voltar para casa. “Há dois anos vim fazer o tratamento em Rio Branco e deixei toda minha família em Tarauacá. Agora, tudo o que quero é voltar para casa, poder trabalhar e cuidar da minha família”.
Segundo a médica nefrologista Jarinne Nassarela, é importante garantir um pós-operatório seguro e de qualidade para os receptores. “Os transplantes foram bem sucedidos. Agora, os cuidados estão focados em assegurar um pós-operatório tranquilo para que os pacientes possam receber alta médica e regressar saudáveis para suas casas”, explica.
Gratidão
A empresária Maria José Sales, 38 anos, que fazia o tratamento há um ano e quatro meses, comemora a grande conquista. “Estou muito feliz e esperançosa. Eu sofria com a hemodiálise, mas ainda assim agradecia a Deus por poder fazer o tratamento no meu estado. Sofrimento maior seria passar por tudo isso longe da minha família”, relata.
“Sou grata a Deus pela vida nova, ao governo e as equipes médicas pelo excelente tratamento que recebi aqui no HC, e grata, principalmente, a família que doou o órgão para o transplante. Não conheço essa família, mas quero aproveitar para agradecer esse gesto de amor ao próximo e deixar o apelo para que a sociedade siga o exemplo dessa família que salvou a minha vida”, finaliza Maria.

Central do HC coordena e realiza transplantes de órgãos e tecidos

Fonte: agencia.ac.gov.br por Cristina Caetano


Já foram realizados 248 transplantes, sendo 176 de córneas, 66 de rim e seis de fígado (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Já foram realizados 248 transplantes, sendo 176 de córneas, 66 de rim e seis de fígado (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Nos últimos anos o governo do Acre tem alcançado grandes avanços na área da saúde pública. Somente no primeiro mês de 2015 já foram realizados oito transplantes, sendo dois de córneas, dois de fígado e quatro de rins, no Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco, por meio da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO/Acre).
A CNCDO/Acre é responsável por coordenar e executar o processo de transplantes de órgãos e tecidos no estado. Segundo a coordenadora da Central de Transplante, Regiane Ferrari, o procedimento para a realização dos transplantes vai além de captar e transplantar os órgãos.
“O serviço de transplante é dividido em três grandes grupos, que são: a Organização na Procura de Órgãos (OPO), que é responsável por detectar o doador em potencial; a Central de Transplantes, onde nós organizamos toda a questão da logística, parte burocrática e legal do serviço; e a equipe médica transplantadora, que acompanha o pré, o durante e o pós-cirúrgico”, esclarece a coordenadora.
Desde a implantação, em 2006, da Central Estadual de Transplantes, já foram realizados 248 transplantes, sendo 176 de córneas, 66 de rim e seis de fígado.
Procura diária
Lucimar Sampaio, realizada busca ativa nas unidades hospitalares, identificando potenciais doadores (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Lucimar Sampaio realizada busca ativa nas unidades hospitalares, identificando potenciais doadores (Foto: Luciano Pontes/Secom)
De acordo com enfermeira plantonista da OPO, Lucimar Sampaio, diariamente é realizada busca ativa nas unidades hospitalares, identificando potenciais doadores. “Todos os dias um plantonista da OPO faz a busca ativa no Huerb, Hospital da Criança, IML e HC em busca de potencias doadores. Vale ressaltar a importância da integração entre essas unidades para que seja encontrado um possível doador”, disse.
A realização dos transplantes é um grande avanço e envolve um número considerável de profissionais. São médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos – entre outros – empenhados para que o transplante seja realizado da melhor forma possível.

Acreana conquista vaga em Medicina na Universidade Federal do Ceará

Fonte: agencia.ac.gov.br


"Sempre tive vontade de estudar Medicina", diz Monalisa Felix (Foto: Luciano Pontes/Secom)
“Sempre tive vontade de estudar Medicina”, diz Monalisa (Foto: Luciano Pontes/Secom)
Para a aluna Monalisa Felix, de apenas 16 anos de idade, 2015 será um ano de muita mudança. Além de concluir o ensino médio, o início da vida acadêmica na faculdade será fora do Estado: graças à dedicação aos estudos, a jovem foi aprovada para o curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC).
A instituição de ensino cearense ofertou 6.238 vagas para o ano letivo de 2015, sendo que mais de 185 mil candidatos competiram por uma dessas vagas. O curso de Medicina teve nota de corte avaliada em 789, 24 – o mais concorrido do Ceará.
Aluna da Escola Estadual José Rodrigues Leite (JRL) durante os três anos de ensino médio, Monalisa diz que sempre buscou dedicar-se aos estudos dentro e fora da escola, aumentando o conhecimento de língua inglesa no Centro de Estudo de Línguas (CEL) e frequentando aulas pré-Enem.
“O último ano de ensino médio foi muito cansativo, mas, vendo os resultados, fico muito feliz por ter me empenhado em alcançar meu objetivo. Estudava pela manhã e reforçava os conteúdos após as aulas. É um curso que sempre tive vontade de fazer e agora finalmente tenho a oportunidade”, declarou.


quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Governo se prepara para entregar Mercado Central na Cidade do Povo

Fonte: agencia.ac.gov.br - por Márcia Moreira

A Cidade do Povo não para de crescer. O maior e mais ousado programa de habitação do Acre receberá no fim desta semana o Mercado Público Central, que abrigará 31 boxes, 40 barracas para hortifrúti, oito pensões, uma administração, um depósito, banheiros e praça de alimentação.
O mercado contará com mais de 2.600 m², e assim, aquecerá o comércio local do empreendimento. A obra está orçada em mais de R$3 milhões, e teve como recurso principal o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em parceria com o governo do Estado.
O mercado será entregue no final desta semana. (Foto: Diego Gurgel/Secom)
O mercado será entregue no fim desta semana, e abrigará 31 boxes, 40 barracas para hortifrúti, oito pensões, uma administração, um depósito, banheiros e praça de alimentação (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Segundo o secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Leonardo Neder, o mercado viabilizará para a Cidade do Povo uma opção mais próxima de compras, além de disponibilizar mais opções de trabalho para os moradores do local.
“Esta é mais uma etapa do grande projeto que é a Cidade do Povo. Lá já temos praças, escolas regulares e de gastronomia, que está em fase final, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e agora o Mercado Central, que terá uma grande estrutura para atender bem as mais de 60 mil pessoas que irão morar lá até o final das entregas”, explica.
A maioria dos lotes do mercado já foram ocupados. O Estado contou com a parceria da Prefeitura de Rio Branco para a seleção dos comerciantes que irão trabalhar no novo empreendimento.

UPA Franco Silva terá laboratório

Fonte: agencia.ac.gov.br por Miriane Teles



Gestores da UPA Franco Ribeiro propuseram melhoras na logística (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Gestores da UPA Franco Silva propuseram melhoras na logística (Foto: Diego Gurgel/Secom)
O laboratório da UPA Franco Silva (UPA da Sobral) tem a previsão de ser entregue em abril deste ano. Enquanto não está finalizado, a logística foi aperfeiçoada para que a demanda fosse atendida, por meio de parceria com a UPA do Tucumã. E a partir desta semana, os dados coletados vão ter resposta online.
A gerente da UPA da Sobral, Mirtes Goes, explica que a unidade conta com sala de coleta, todavia todo material era enviado por transporte terrestre para a outra unidade, a fim de realizar as análises. O resultado levava em média oito horas para retornar. “Agora vai levar de três a quatro horas”, destaca.
A UPA do Tucumã funciona até as 22 horas e as demandas noturnas eram então enviadas então para o Pronto de Socorro. O que segundo a bioquímica da UPA da Sobral Letícia Cezarotto gerava sobrecarga, já que somadas as demandas diminuía-se o tempo de resolutividade.  “Não era possível obter resposta imediata nem para a emergência”, diz Cezarotto.
“Nós estamos  enviando estruturas físicas e digitador para a UPA da Tucumã, assim os dados serão inseridos no Hospub, um sistema fornecido pelo Ministério da Saúde”, explica o gerente da enfermagem, Michel Paes.
Esta era a maior dificuldade que passa a ser superada pelo diálogo e parceria das UPAs. A organização otimiza os procedimentos, atendendo melhor os pacientes e o trabalho em rede gera maior eficiência na rede pública.

Cônsul cubano visita instituições de ensino em Rio Branco

Fonte: agencia.ac.gov.br



O cônsul e a equipe da SEE foram recebidos pelos alunos da Escola Berta Vieira (Foto: Astorige Carneiro)
O cônsul e a equipe da SEE foram recebidos pelos alunos da Escola Berta Vieira (Foto: Astorige Carneiro)
Recebido pelo titular da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), Marco Brandão, o cônsul cubano Turcios Miguel López iniciou nesta segunda-feira, 26, a agenda de visitação em Rio Branco, começando pela área da educação.
Entre os locais visitados pelo cônsul e pela equipe da SEE, estão o Centro de Referência e Inovações para Educação (Crie), o Centro de Estudo de Línguas (CEL) e a Escola Estadual Berta Vieira, que atende os anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano).
Entre as instituições visitadas, está o CEL (Foto: Astorige Carneiro)
Entre as instituições visitadas, está o CEL (Foto: Astorige Carneiro)
De acordo com o representante de Cuba, “é muito bom estar em um local onde você se sente recebido. Visitar o estado do Acre vai permitir ter um maior conhecimento das ações educacionais que acontecem aqui, e em como podemos colaborar para firmar laços entre nossos países”.
Nágila Dourado, coordenadora do CEL, ficou muito grata pela visita, que também contou com a presença dos professores de língua espanhola da instituição. “Já temos parcerias com as embaixadas norte-americana e espanhola. Quem sabe, em um futuro próximo, seja possível incentivar o espanhol através de uma parceria Brasil-Cuba”, disse.
Para Marco Brandão, “as parcerias internacionais podem ser muito benéficas. Voltando nossa atenção para beneficiar os alunos da rede pública, é possível gerar mais oportunidades para que eles conquistem seus sonhos, além de estimular o aprendizado de idiomas estrangeiros”.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Jordão será a primeira cidade no interior a ter 100% de saneamento

Fonte: agencia.ac.gov.br - por Andrey Santana


Jordão será a primeira cidade do interior a ter esgoto tratado e aterro sanitário (Foto: Seplan)
Jordão será a primeira cidade do interior a ter esgoto tratado e aterro sanitário (Foto: Seplan)
Mais de R$ 100 milhões são investidos em saneamento ambiental nos quatro municípios acreanos que não possuem acesso terrestre (Jordão, Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa do Purus e Porto Walter). Jordão é o município cujas obras da Secretaria de Estado de Planejamento estão mais avançadas; foram executados mais de 30% dos serviços. A meta é concluir todas as 22 ruas ainda em 2015.
Com isso, Jordão será a primeira cidade do interior do Acre a ter toda área urbana com cobertura de água, esgoto, drenagem pluvial e aterro sanitário.
“Estamos planejando e trabalhando para isso. Então, vemos de maneira muito positiva esse investimento inovador que vai transformar a realidade, porque serão os primeiros municípios a ter 100% de água, esgoto e aterro sanitário”, garantiu Márcio Veríssimo, secretário de Planejamento.
Chuvas paralisaram as obras
Marechal Thaumaturgo é considerado o maior desafio para a Seplan, devido ao relevo da região (Foto: Seplan)
Marechal Thaumaturgo é considerado o maior desafio para a Seplan, devido ao relevo da região (Foto: Seplan)
Em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter os serviços também estão avançados. Na primeira, por exemplo, 22% das obras foram executadas. Porém, as chuvas impedem a continuidade dos serviços, no momento. Até mesmo a ida dos técnicos e engenheiros para essas cidades, se torna difícil.
Porém, devido à cheia dos rios, este é o único período do ano em que é possível enviar materiais para as obras, uma vez que todo o transporte desses produtos para a região é feito em balsas e batelões.
“O rio tem uma calha muito baixa, a gente consegue transportar materiais apenas em dois meses do ano. Mas é um momento de chuvas ali na região, isso tem causado um transtorno, a gente pede calma à população”, ressaltou Márcio Veríssimo.